Como criar anúncios para o Google AdWords impossíveis de serem ignorados

Se você ainda não se sente confortável para “competir” com empresas que tem um poder de investimento maior que o seu a Patricia Quadros separou 5 táticas que você pode usar e farão com que você tenha inclusive vantagens em relação a empresas maiores que você.

#1 Foque em palavras-chave certeiras!!

Como eu mencionei no início do texto, um dos aspectos que diferencia as pequenas das grandes empresas é o fato de que vocês podem criar campanhas muito mais certeiras e escolher com mais precisão os termos que você quer que acionem os anúncios.

Isso acontece porque o custo fixo de empresas pequenas é menor, então o volume de clientes que elas precisam para pagar seus custos e ter uma boa lucratividade é menor também.

#2 Você não precisa estar sempre na primeira posição

Muitas pessoas acham que precisam estar sempre na primeira posição do Google, mas o que muita gente não sabe é que nem sempre isso é uma boa estratégia, principalmente quando se está começando a anunciar.

Por exemplo, vamos dizer que para ficar no primeiro lugar do Google para uma determinada palavra-chave você precise pagar em média R$2 e para conseguir a segunda posição o valor médio costuma ser R$0,50.

A cada clique que você teria estando no primeiro lugar da página, se você tivesse um lance um pouco menor poderia ficar em segundo e pagar bem menos. Se a gente fizer uma conta de padaria levando em conta os valores acima você estaria trocando 4 cliques no segundo lugar da página por apenas 1 na primeira posição.

Claro que existem outras variáveis e eu usei valores fixos para ficar mais didático. O que eu quero deixar claro é que nem sempre vale a pena dar um lance super alto para ficar em primeiro lugar e sacrificar o seu orçamento diário com isso.
Além disso, quando você foca em ficar sempre na primeira posição você acaba comprometendo o volume de cliques que pode ter. No exemplo acima, você estaria trocando 40 cliques no segundo lugar do Google por 10 no primeiro.

E se você notar o seu próprio comportamento ao procurar uma empresa para comprar um produto, vai notar que você não clica só no primeiro anúncio. Normalmente você clique em 2, 3 e as vezes até em 4 anúncios para comparar os produtos de cada um e tomar a sua decisão.

Então, vale a pena sim para uma empresa pequena ganhar em volume e em contrapartida perder um pouco em posicionamento.

#3 Dê um lance diferente para quem está clicando no seu anúncio pela segunda vez

Lembra que eu te falei que você normalmente não clica em um só anúncio quando está decidindo fechar negócio com uma empresa para comprar um produto ou contratar um serviço?

Então, várias vezes as pessoas inclusive não compram na primeira pesquisa que elas fazem no Google.

Acontece mais ou menos assim, a pessoa reconhece que tem a necessidade de uma persiana nova para sua casa, por exemplo. Então ela entra no Google para procurar empresas de cortinas e persianas na sua cidade. Aí ela clica em alguns anúncios, mas ainda não está segura da sua decisão.

Pode ser que ela prefira falar com alguém da família para pedir ajuda para tomar a decisão final ou apenas tenha que amadurecer a ideia na sua cabeça. Aí no dia seguinte ela pesquisa no Google novamente para de fato tomar a decisão.

O Google permite que você dê um lance diferenciado para essa pessoa que já entrou no seu site e está mais próxima da decisão de te ligar ou fechar negócio. Assim, nesse segundo momento você pode aparecer melhor posicionado para ela. Nesse caso sim vale a pena você ter um lance um pouco maior porque a probabilidade dela comprar de você é maior. 😉

#4 Jogue seu investimento, dinheiro e energia em campanhas de performance

Antes de explicar essa tática eu preciso diferenciar dois tipos de campanha: aquelas que tem o objetivo de gerar vendas diretamente (performance) e aquelas que vão fortalecer a marca de uma empresa (branding).

Quando você cria uma campanha para aparecer na primeira página do Google quando alguém procurar pelo serviço que você oferece, você está fazendo um anúncio de performance. O objetivo é fechar negócios ou vender e você consegue calcular exatamente o retorno financeiro que essa campanha trouxe.

Agora quando você quer que a sua marca seja vista e lembrada normalmente o objetivo é fazer com que ela ganhe força a ponto das pessoas lembrarem sempre dela. Isso pode até te gerar vendas, mas não é o objetivo direto.

Por exemplo, sabe aquela propaganda do posto Ipiranga que é sempre super criativa? Ela não foca nas vantagens do posto Ipiranga em relação aos outros postos e o objetivo dela não é que você pare tudo que está fazendo para abastecer no posto Ipiranga na mesma hora.

Mas ela faz com que qualquer pessoa conheça o posto Ipiranga e o associe a algo que terá tudo que você precisa. Qualquer coisa “pergunta lá no posto Ipiranga”.

Pode ser que isso faça com que você decida abastecer lá porque você se identifica com a marca, mas o resultado disso virá mais no longo prazo.
As marcas grandes precisam aumentar o valor de suas marcas. Já que em muitos casos não é o produto que se diferencia tanto, mas sim todo o conceito que está por trás dele.

Você já se perguntou porque alguém paga tão caro em uma bolsa da Louis Vuitton? Claro que o material usado deve ser de altíssima qualidade e o design dela é de fato ótimo, mas é muito mais do que isso.

E se você é uma empresa pequena que está começando a anunciar provavelmente precisa de um retorno rápido em vendas. E é exatamente esse o objetivo da campanha de performance. Um exemplo dessa campanha é a de pesquisa. Nela seu anúncio vai aparecer no Google quando alguém procurar pelo seu produto lá.

#5 Lembre-se que você está anunciando para pessoas

Essa dica parece ser bem simples, mas eu vejo que poucas empresas se lembram de implementá-la. Quando você já está anunciando há algum tempo ou cresce muito acaba tendo que automatizar grande parte do seu processo de captação de clientes.

E se você não tomar cuidado pode esquecer que esses potenciais clientes são pessoas que tem comportamentos específicos e pensar neles apenas como números. Empresas grandes tem ainda mais problemas com isso, quando elas escalam muitas vezes perdem a personalização e a capacidade de atender bem um usuário.

Então, sempre que você tiver criando um anúncio, lembre-se de pensar que você precisa mostrar seus diferenciais para uma pessoa que está precisando resolver um problema com você. Tente se colocar no lugar do usuário que entra no seu site, que lê seu anúncio e que entra em contato com você para melhorar sempre a forma de abordar essa pessoa.

Share this article